O padre, passeando em Paris, encontra um rabino amigo seu, e conta-lhe:

– Descobri um truque para comer à borla em óptimos restaurantes.

– Boa ! Como é ?

– Vou a um restaurante bastante tarde, peço uma entrada, o prato principal, queijos, sobremesa e fico um tempão tomando um café, um conhaque e fumando um bom charuto e espero que fechem. Como não saio do lugar enquanto erguem as mesas, e colocam as cadeiras em cima para varrer, vem o criado pergunta-me se posso pagar a conta porque já está na hora de se irem embora. Então respondo: «Mas eu já paguei ao seu colega que já se foi embora.» É assim, simples.

O rabino pergunta se podem ir jantar juntos no dia seguinte.

– Mas com certeza, diz o padre.

A noite seguinte os dois amigos vão a um restaurante: entrada, prato principal, queijos, sobremesa, etc.

Quando chega a hora de fechar, o criado aproxima-se e pergunta se pode trazer a conta.

O padre diz:

– Sinto muito, mas já pagámos a um colega seu que já se foi embora.

O rabino diz:

– Estamos só à espera do troco.