Como combinar um churrasco via WhatsApp (🙋‍♂️/🙋‍♀️)

🙋‍♂️HOMENS organizando um churrasco pelo WhatsApp:

Assunto: CHURRASCO

João: manos quando vamos fazer um churrasco?
Pedro: Quinta feira às 20h na casa do Manel
João: Ok, o que levamos?
Manel: Eu compro a carne e as bebidas, depois dividimos.
Zeca: Ok
João: Ok
Chico: Ok
Tiago: Ok
André: Ok
Pedro: Ok
Quim: Ok
Carlos: Ok
Gonçalo: Ok
Diogo: Ok
Tó: Ok
Ruca: Ok
Paulo: Ok
Joca: Ok

FIM DA CONVERSA

🙋‍♀️ MULHERES organizando um churrasco pelo WhatsApp:

Assunto: CHURRASCO

Woman showing a WhatsApp Messenger icon

Maria: Oi gente, quando marcamos para fazer um churrasco?
Leonor: Quinta-feira às 20h?
Matilde: Onde?
Leonor: Não sei
Beatriz: Onde meninas?
Beatriz: Se quiserem podem vir a casa dos meus pais
Leonor: Não seria melhor ir a um restaurante?
Carolina: Não, em casa é melhor, assim não gastamos tanto e temos mais tempo
Leonor: Por mim ok
Matilde: Ok
Carolina: Ok
Beatriz: Ok
Mariana: Ok o quê? Restaurante ou casa?
Leonor: Casa
Ana: Restaurante
Leonor: Vamos à casa da Beatriz então
Matilde: Ok, o que levamos?
Sofia: Alguém sabe fazer churrasco?
Leonor: Eu desenrasco-me.
Mariana: O que temos de comprar então?
Leonor: Vamos fazer uma lista
Sofia: Ok
Beatriz: Um pouco de carne e salada, o que acham?
Carolina: Por mim tudo bem. Estou de dieta então vou comer só alface e tomate
Leonor: Ok, então?
Maria: Faço uma lista e cada uma diz o que vai levar
Leonor: Picanha
Matilde: Frango
Beatriz: Toscanas
Carolina: Alface, tomate e mais alguns legumes para outra salada
Maria: Ok, quanto?
Mariana: Não sei
Leonor: 5 toscanas?
Leonor: Quem come toscana?
Leonor: Eu não
Carolina: Eu não
Ana: Eu não
Matilde: Eu não
Beatriz: Eu não
Sofia: Eu não
Maria: Ok, não compro toscana então
Leonor: Mas, Beatriz, por que disseste que ias comprar toscana se não comes?
Beatriz: Porque tinha-me colocado no lugar de quem come toscana
Maria: Ok, sem toscana
Maria: Picanha e Frango, 2 quilos picanha e 4 frangos, está bom?
Ana: parece pouco
Maria: Quanto então?
Leonor: Não sei
Leonor: Meninas? O que acham?
Sofia: Acho que é meio quilo por pessoa
Beatriz: Quantas somos?
Maria: Não sei. Meninas, digam quem vai
Leonor: Eu vou
Matilde: Eu vou
Carolina: Eu vou
Mariana: Eu vou
Ana: Eu vou
Sofia: Eu vou
Inês: Eu vou
Catarina: Eu vou
Mariana: Eu vou
Beatriz: Quando é?
Leonor: Quinta-feira?
Beatriz: Eu não posso, tenho médico
Leonor: Que azar, ficamos sem casa para fazer o churrasco então?
Beatriz: Desculpem meninas, acabou de tocar o lembrete dessa consulta
Maria: Que outra casa está disponível?
Sofia: Quantas somos?
Leonor: 10
Matilde: Na minha casa não cabe
Carolina: Na minha também não
Mariana: Na minha também não
Ana: Muito menos na minha
Sofia: Na minha também não
Inês: Na minha também não
Catarina: Na minha pode ser… mas preciso de cadeiras, alguém pode trazer?
Leonor: a Mariana tem montes de cadeiras na garagem, ela pode levar
Carolina: Mas ela não responde, deve estar a trabalhar
Inês: Eu não como toscana
Leonor: Ainda estamos a ver onde vamos fazer
Sara: Desculpem meninas, acabei de pegar no telefone, o que aconteceu?
Leonor: Estamos a ver em em que casa ainda
Sara: Venham à minha casa, sem stress
Leonor: Ok, excelente
Sara: Esperem… que dia?
Leonor: Quinta-feira às 20h
Sara: Huummmmm quinta não dá… pode ser na quarta-feira?
Leonor: Por mim ok
Leonor: Mesmo horário?
Leonor: Sim?
Matilde: Eu vou
Beatriz: Eu vou
Carolina: Eu tenho que levar a minha filha à casa da avó, mas consigo passar mais tarde depois quando ela for dormir
Sofia: Ok.
Inês: Eu vou
Mariana: Eu vou
Ana: Eu vou
Mariana: Eu vou
Leonor: Feito, quarta-feira na casa da Sara.
Matilde: Sim
Maria: Meninas, voltando ao churrasco… compro meio quilo por pessoa?
Sofia: Sim
Maria: Ok, assim peço ao Paulo para comprar
Leonor: Ok… e como fazemos com as bebidas?
Matilde: Cada uma leva o que for beber e pronto
Inês: Eu não posso porque vou directa do trabalho
Mariana: Bom, é melhor a Maria comprar tudo e dividimos depois
Maria: Meninas, não consigo comprar tudo, alguém pode ir também?
Mariana: Eu ajudo, o que vocês bebem meninas?
Leonor: Coca Zero
Beatriz: Água
Carolina: Mateus Rosé
Mariana: Água com gás
Inês: Refrigerante
Matilde: Meninas, podemos comprar um Ice Tea de pêssego?
Sofia: oh que carago! Vamos para um restaurante meninas, assim dá menos trabalho
Leonor: Também acho
Beatriz: Eu também
Mariana: Eu também
Ana: Eu também
Inês: Eu também
Mariana: Eu também
Sara: Eu também
Maria: Ahhh não meninas, já mandei o Paulo comprar tudo, temos que fazer o churrasco
Leonor: Uhh que cagada…
Beatriz: Eu quero água, mas tem que ser Monchique, assim não fico inchada
Maria: Meninas, podemos nos organizar por favor?????
Leonor: Ok
Mariana: Ok
Beatriz: Ok
Inês: Ok
Carolina: Ok
Sofia: Ok
Mariana: Eu não como toscana também
Carolina: (enviando uma corrente) Meninas… por favor compartilhem… O cãozinho chama-se Pirata, perdeu-se ontem perto da estação, se todos partilharem podemos fazer com que ele volte para a sua família
Mariana: Sim, coitadinhoooo
Inês: Que lindo. Que raça é?
Carolina: Não sei… vi e partilhei, como era daqui da zona
Leonor: Mas conheces os donos?
Carolina: Não, mas deu-me pena.
Maria: O Paulo ligou, não têm picanha, quer saber se queremos maminha ou bife
Leonor: Eu prefiro bife
Beatriz: Eu maminha
Maria: Meninas, podemos decidir já a carne porque o Paulo vai me matar, está uma hora à espera no talho até que a gente decida.
Mariana: Eu acho injusto ser sempre assim, somos sempre as mesmas a organizar tudo e ninguém mais se mexe para fazer nada
Catarina: Oi meninas, acabei de acordar e tenho 369 mensagens no nosso grupo, o que aconteceu?
Matilde: Vou te contar…

(adaptado de um texto enviado por uma amiga, de autor anónimo, cujo original era provavelmente em espanhol, depois traduzido para uma mistura de português de Portugal e do Brasil)

Corajoso que nem um leão…

John Banovich, Banovich Wildscapes Foundation. John Banovich, b. 1964, Butte, Montana (United States)

Dois amigos encontram-se ao fim de muito tempo.

— Eh pá, então estiveste em África?

— Sim, estive num safari… mas a coisa ia dando para o torto!

— Então? Como assim?

— Bem… então não é que me afasto um pouco do guia, e, pimba, aparece-me um leão pela frente?

— C’um caraças! E que fizeste??

— Que é que te parece? Desatei a correr, a fugir dali para fora!

— Mas e o leão não te apanhou?

— Bem, foi assim… ele realmente saltou logo na minha direcção, eu comecei a correr o mais depressa que conseguia, ele esteve quase, quase a apanhar-me, mas nisto escorrega, eu ganho terreno, ele dá uns pulos e mete-se mesmo logo atrás de mim, mas lá escorrega de novo, eu volto a correr e a correr, o leão aproxima-se outra vez, mas… escorrega, e eu safo-me, pois vejo o jipe do safari logo ali à frente!

— Xiça! Mas que sorte! Olha, eu borrava-me todo…

— Porque é que julgas que o leão estava sempre a escorregar?

(contado pelo meu psicólogo para ilustrar a relação entre a mente e os intestinos…)

Românticos toda a vida

old-married-couple-290x300Um casal de idosos resolve ir a um restaurante para comemorar os 65 anos de casamento.

Dizem ao empregado qual o tipo de comemoração que estão a fazer, e ele dá-lhes um lugar romântico para aproveitar o jantar.

O velho diz:
– Minha Rainha, onde queres sentar-te?
– Aqui, — diz a senhora de idade.

– Minha princesa, queres um aperitivo para começar?
– Sim, um Porto, obrigada.

– Meu anjo, o que vais comer?
Ela pediu a ementa e encomendou.

– Meu Doce, que vinho queres?
O empregado não podia acreditar nos seus ouvidos.

A certa altura, a senhora vai à casa de banho, e o marido diz:
– Vai, minha vida, fico à espera.

O rapaz, surpreendido, pergunta ao velho:
— Há quanto tempo você chama a patroa com palavras tão bonitas? «Minha rainha, meu anjo, minha vida, princesa», eu estou admirado.

O velho olha para ele e responde:
Não consigo lembrar-me do nome dela!!!